Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Uma receita para dançar ao som de...

Hoje partilho convosco uma receita que junta algumas das minhas coisas preferidas desde sempre. Sim, porque há aquelas coisas de que gostamos tanto numa altura da nossa vida e comemos até enjoar, aquelas que gostávamos quando éramos miúdos e que agora nem lhes conseguimos sentir o cheiro, ou aquelas que são de épocas, de estações do ano, de momentos.

Embora eu também tenha momentos, há alguns ingredientes que vieram para ficar: café, vinho do porto, iogurte grego natural (preferência nada daquelas variantes açucaradas que me deixam com os pêlos em pé) e frutos vermelhos (aqui não sou esquisita, venham eles!), e esta receita tem tudo o que é bom!

 

 

Ingredientes:

3 / 4 de chávena de café expresso forte

1 / 4 chávena de marsala (ou vinho do porto)

16 biscoitos de champanhe

3 gemas de ovo

2 colheres de sopa de xarope de acér ou açúcar de coco

1 colher de chá de pasta de baunilha ou sementes de baunilha

500ml de iogurte grego natural, coado

Cacau em pó, para servir

Morangos (ou fruta à escolha), para servir

 

Preparação:

Misturar o café e a marsala (ou vinho do porto) numa tigela.

Mergulhar metade dos biscoitos, um de cada vez, na mistura de café, e colocá-los em 6 copos a forrar as bases.

Bater as gemas numa tigela média com uma batedeira eléctrica em velocidade.

Adicionar o acér e a baunilha e bater em velocidade média-alta, por 3 minutos ou até a mistura ficar espessa e de uma cor clara.

Adicionar o iogurte e envolver delicadamente (pode adicionar mais xarope de acér se desejar). 

Dividir metade da mistura de iogurte pelos copos.

Passar os restantes biscoitos de champanhe pela mistura de café e colocar por cima.

Finalizar com mais uma camada de iogurte.

Tapar com papel aderente e guardar no frigorífico por 2 horas ou até ficar frio. 

Polvilhar o tiramisú com cacau em pó e decorar com morangos ou outra fruta (vermelha de preferência) para servir.

 

E enquanto preparamos esta divinal sobremesa, apreciamos uma música que nos marca o tempo com simplicidade e nos faz passear. Não sei explicar, a mim parece que me leva a outra época e me faz andar pelas ruas, sonhar!

 

 

Maravilhoso, não parece?