Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Um "Catraio" no Porto que não se pode perder!

Quando comecei a planear a comemoração dos meus 30 anos com os amigos pensei num sítio onde me sentisse bem, com um ambiente interessante e diferente, mas acima de tudo divertido e que alinhasse com a malta nas brincadeiras. Ah! E claro, que nos permitisse fazer uma festa de arromba com tudo aquilo a que uma verdadeira festa tem direito: balões, bolo de aniversário feito pela sogra (que mão como a dela há muito poucas!), bola de carne da Avó (garanto que não há melhor), decoração a preceito e, claro, cerveja! Porque sem uma boa cervejinha não há festa no Norte, isso vos garanto! Depois de todas as condições somadas e o grupo contabilizado, não podia mesmo haver sítio melhor do que o Catraio - Craft Beer Shop.

Conheci o Catraio em Junho deste ano. Embora eles tenham aberto em Janeiro, andei muito tempo (demasiado!!!) a adiar a visita e prova às cervejas artesanais que fazem este país (e sim, também têm outras de visita... ahahah). Mas acreditem que me lembro como se fosse ontem. Íamos a caminho da inauguração do painel Quem És Porto, no qual participamos, e lembrei-me de, a caminho, fazermos a tão esperada paragem no Catraio.

Entramos e gostamos logo do espaço. A sala é muito clean, de linhas direitas, com mesas altas na parte da frente para se poder degustar uma cerveja de passagem e na parte de trás com mesas e bancos para nos podermos demorar. Nas paredes vêem-se posters sobre cerveja aos quais é impossível ficar indiferente e grandes lousas escritas à mão com uma amostra do que a carta tem para oferecer. O frigorífico recuperado de um verde água é marcante, e faz com que nos apeteça entrar, abrir e servir uma cerveja como se estivessemos em casa. E o que eu mais gosto? Das prateleiras rectas que seguram as muitas garrafas de cerveja artesanal que nos fazem imediatamente parar para apreciar os rótulos de tão diferentes que são, e sonhar, porque não?

Fotografia da Revista Sábado

Percebemos ao falar com os donos, o Ricardo e a Maria, que no Catraio têm sempre cerveja em garrafa (a lista é tão grande e sugestiva que o difícil é mesmo escolher) e uma oferta do dia em pressão (normalmente 5 ou 6 cervejas diferentes), para agradar a todos os fregueses e permitir que se vá provando coisas diferentes sempre que lá se passe (ou quase). E foi em conversa com eles, desde a primeira vez, que ficamos cativados pela sua energia, simpatia, disponibilidade para explicar e para ouvir os nossos gostos e para nos aconselhar dentro da nossa zona de conforto ou para fugirmos dela e experimentar algo novo. Atenção que estes dois sabem mesmo do que falam! 

Ora, com tudo isto, quando lhes propus serem o espaço da minha festa de 30 anos, acho que a única coisa que perguntaram foi quando e como?! Acertamos em conjunto em pormenores e no sábado lá se fez a festa!

Conforme combinado, o espaço de trás ficou reservado para nós, com as mesas e os bancos a ajudar a demarcar a área da festa, e uma grande mesa com dois barris de cerveja à disposição dos convidados - uma Imperial Stout by Pedro Sousa (a primeira cerveja que provei no Catraio e que adoro) e uma IPA 8ª Colina Urraca Vendaval (mais consensual e que nos marca pelo aroma), ajudadas por um belo lanchinho e bolo de aniversário. A decoração da festa era simples, balões pretos e laranjas espalhados pelas mesas, cadeiras e bancos, e um painel na parede com o logo (sim, tive direito a logótipo e tudo!) do evento e fotografias minhas desde pequena, sozinha e com os amigos mais próximos e presentes. Para além disso, todos os convidados tinham uma pulseira feita especialmente para o evento, com uma carica de cerveja! 

12194530_10153627377543405_4022985051345850135_o.jpgDesta forma, o Catraio esteve na mesma de portas abertas aos clientes habituais e aos que, cheios de vontade de certeza, apareceram de passagem. E ainda bem! Porque no sábado passado, dia da festarola, esteve um dia de sol incrível no Porto e foram muitos os visitantes ávidos por uma boa cerveja!

Foi uma festa inesquecível! Toda a gente adorou o espaço, as cervejas e a simpatia do Ricardo e da Maria ao receber o grupo e aturar as palhaçadas e brincadeiras que fizeram desta festa a melhor entrada nos 30 que eu podia desejar! 

 

Para a história ficam os dois barris de cerveja que se beberam até à última gota!