Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

O dia da Catraia Nortenha :)

Um provérbio irlandês diz: “A good friend is like a four leaf clover; hard to find and lucky to have”. Amigas como a catraia nortenha são muito difíceis de encontrar: meiga, carinhosa, atenta, pronta a dar raspanetes quando é preciso.. sempre presente para os bons e maus momentos.

 

Hoje é o dia dela, dia de festa, de rir, festejar. Ela merece tudo de bom e tudo o que puder fazer por ela, farei. Sempre e para sempre!

 

É a minha pessoa! E acho que isso diz tudo <3

a-friend-is-one-that-knows-you-as-you-are-understands-where-you-have-been-accepts-what-you-have-become-and-still-gently-allows-you-to-grow.jpg

 

Valsa. Dançamos?

Mostraram-me esta música esta semana e apaixonei-me. É daquelas sonoridades cariocas que nos deixam melancólicos, a pensar, mas que ao mesmo tempo nos balançam e nos puxam para a roda, para dançar agarradinhos e disfrutar.

 

Leo Middea | Valsa

 

"E no teu sussurro eu acho a coragem. E canto pra ti pra encontrar também."

Porque é quando encontramos a coragem no sussurro de quem está ao nosso lado que sabemos que chegamos a casa, sabemos que encontramos o nosso par na valsa da vida, aquele par que nos faz rodopiar, e que nos segura com braços firmes nas voltas para a esquerda ou para a direita e nos faz sonhar.

É sabermos que outro nos basta para ser felizes. E isso é amor.

 

a Catraia nortenha

 

Porque as crianças são mesmo o melhor do mundo

Hoje é dia da criança.

Lembro-me de ser pequenita e não perceber bem porque é que havia um dia da criança. Para mim, a única diferença, em relação aos restantes dias "normais", era receber um miminho da família (uns lápis de cor novos, um livro ou qualquer coisa pequenina apenas para assinalar a festividade) e haver, normalmente, actividades diferentes na escola.

Hoje percebo que o dia da criança tem mais que se lhe diga. É um dia em que devemos celebrar esses seres pequeninos que são o nosso futuro. Esses seres que são tão genuínos que nos ensinam todos os dias o que é o amor verdadeiro, o gostar, o sorrir apenas porque sim, o saber viver e brincar e ser livre.

Não, não tenho filhos, mas tenho três princesas pequeninas e um príncipe na minha vida que adoro mais que tudo e que me surpreendem a cada dia que passa. Os pequenos têm gestos tão incríveis e tão genuínos que nos deixam sem palavras. 

Há um momento que recordo sempre e que me vem à memória tantas vezes quando preciso de um mimo.

Um dia toquei à campainha da casa de uma das minhas princesas e quando entrei ela disse "Olá tia Anaaaaa! Já sabia que eras tu!". Eu perguntei porquê, se a mãe lhe tinha dito que eu ia lá. E ela disse "Não tia Ana, eu senti aqui.", a apontar para o coração. Fiquei sem palavras.

E é assim, coisas aparentemente tão pequeninas que nos deixam tão inundadas de amor.

 copyright Unicef

 

Um feliz dia da criança para todos!

 

a Catraia nortenha