Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

O que visitar em 2016?

O New York Times acabou de publicar uma lista dos 52 sítios a visitar em 2016. Ora, isso parece-me muito bem para quem acabou de ganhar o Euromilhões, mas para quem tem um orçamento e número limitado de dias de férias, incluindo feriados, com ou sem a reposição, acho que um top três é suficiente para sonhar acordada. E são eles:

 

1. Cidade do México, México

Uma cidade cheia de energia, marcada por alguns dos melhores restaurantes e cozinha do mundo, museus e projetos com visão de futuro. Enrique Olvera, que reinventou a cozinha mexicana no Pujol, inspirou uma nova geração de restaurantes com aberturas recentes como a Fonda Fina em La Roma e La Fonda Mayora em Condesa. Os fãs de design podem comprar produtos de estúdios conceituados como David Pompa e Lagos del Mundo, e os amantes da fotografia têm dois novos destinos: o FotoMuseo Cuatro Caminos e o recém reaberto Centro de la Imagen.

 

2. Bordéus, França 

Bordeús vai ver inaugurado o seu mais recente projecto: Bordeaux Wine and Trade Museum, uma ambiciosa instalação ao longo das margens do rio Garonne dedicada à história da viticultura francesa. A estrutura de madeira ondulada do edifício, desenhada pelos arquitectos XTU, será parte de um esforço mais alargado de reabilitação e jardinagem, que vai incluir a abertura da ponte Jacques Chaban-Delmas, a maior ponte levadiça da Europa.

 

3. Malta

Malta é um país com um clima incrível, prais soberbas, monumentos marcantes, e uma cultura distinta. Há três ilhas que valem a pena visitar em Malta, são elas: Valletta, uma cidade Património da Humanidade pela Unesco caracterizada pelos deslumbrantes edifícios de pedra calcária; Gozo, mais tranquila e com uma costa cheia de sítios óptimos para os amantes de mergulho; e a idílica Comino, onde os carros não entram e só há um hotel.

 

Dos três o único que conheço é Bordéus, mas apenas a cidade, falta-me conhecer a zona vínica, que parece bem mais bonita e interessante (a cidade é bonita, mas achei-a muito suja e descuidada nas zonas menos turísticas). Mas se tivesse que escolher entre os três seria entre México e Malta, isso não tenho dúvida!

E vocês?