Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Doce ou Travessura? Não! Uma sopa de abóbora.

Numa noite em que cada vez mais começamos a ver crianças a bater às portas e tocar às campainhas com a frase típica em jeito de desafio "Doce ou Travessura?", eu cá acho que preferia bater à porta com uma cara assustadora e dizer "Sopa de Abóbora ou Travessura?"... ahahaah

E esta receita do blog Skinny Taste, também no blog do Casal Mistério, parece-me a ideal para uma noite que já começa a esfriar e que pede conforto.

 

 

Ingredientes:

4 abóboras pequenas

1 colher de sopa de manteiga ou azeite

3/4 chávena de cebolas laminadas

3 dentes de alho, cortados finamente

4 chávenas de caldo de galinha ou de vegetais (quanto mais caseiro, melhor)

1 colher de sopa de sálvia

sal e pimenta a gosto

natas azedas (para decorar, a gosto)

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º C.

Corte as abóboras ao meio e retire as sementes. Coloque as abóboras num tabuleiro e leve ao forno durante uma hora a uma hora e meia.

Quando as retirar do forno, deixe arrefecer um pouco para conseguir, com a ajuda de uma colher, retirar todo recheio.

Derreta a manteiga ou aqueça o azeite numa panela em lume médio. Junte as chalotas e salteie até estas ficarem macias, durante cerca de 4 minutos. Depois acrescente os dentes de alho e cozinhe durante mais um minuto.

Finalmente, junte o recheio da abóbora, o caldo de galinha, as folhas de sálvia, o sal e a pimenta e deixe levantar fervura. Reduza para lume brando, tape, e mantenha ao lume durante cerca de 15 minutos.

Bata a sopa com a varinha mágica ou no liquidificador.

Despeje o creme nas abóboras e decore com natas e folhas de sálvia.

 

E para ouvir nada melhor que um clássico dos monstros da nossa infância... 

 

 

Divirtam-se!