Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Coisas minhas (o décimo)

Há muito tempo que não partilhava uma "coisa minha".

É engraçado como muitas vezes nos esquecemos que guardamos tudo cá dentro, o muito bom e o muito mau, e mesmo quando achamos que conseguimos guardar qualquer coisa numa gaveta empoeirada e esquecida, um pedaço de passado volta pelas palavras que o trazem à memória e o parecem reavivar. 

Não quero dizer com isto que o sentimento ainda seja o mesmo que era, mas o regresso faz-nos sempre reflectir e olhar para quem somos com outros olhos, agora mais experientes, mais maduros, mais serenos, e aprender.

 

Copyright Ana Pinho

 Copyright Ana Pinho

 

Sorri para a janela que lhe aprisiona a visão.

Está na mesma o banco de jardim

onde provou o riso directamente dos lábios.

Está na mesma o sol que lhe aquecia a pele

do ombro desnudado pelo arrastar da mão.

Só o tempo que faz andar os ponteiros do relógio não é o mesmo.

E o nós é agora tu e eu.

 

a Catraia nortenha