Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Blog da Catraia

que, na realidade, agora são duas... Uma Catraia minhota de coração, lisboeta por obrigação, juntou-se à primeira, nortenha de berço e coração para, juntas - YUPI! - partilharem um blog:)

Porto Wine Day

Não são necessárias razões para apreciar um bom vinho do Porto. Mas ter um dia para festejar e brindar com este vinho torna tudo mais especial!

No próximo dia 10 de setembro, sábado, o Centro de Congressos da Alfândega no Porto recebe o dia do vinho do Porto com conjunto de seminários e provas de vinhos onde participam grandes produtores do Douro.

 

Captura de ecrã 2016-09-06, às 12.48.35.png

copyright https://oportocool.wordpress.com/

 

No final do dia, por volta das 17h, a organização do Porto Wine Day convida-o para a Sunset Party no cais da Alfândega do Porto. O preço da entrada são 7€ (5€ consumíveis).

Para mais informação sobre as diferentes atividades, consultar aqui o programa!

 

Não pode faltar! Nós lá estaremos!

as Catraias

Verão, esplanada e tapas em Ibiza

Verão rima com sol, mar, esplanada, jantar com amigos, bebidas frescas, petiscos...

E com este espírito fomos experimentar as tapas do restaurante La Taberna del Parque, em Ibiza (não é bem aqui ao lado mas queremos deixar propostas em outros locais para além de Lisboa ou Porto).

 

Para começar devo dizer que foi uma surpresa muito agradável! As tapas, a bebida, o ambiente e o serviço são fantásticos.

É certo que estar de férias ajuda muito: a pouca atenção aos detalhes, a descontração com o tempo de espera por mesa, e assim por diante...

Mas o que experimentaram, afinal? (perguntam vocês!)

Escolhemos uns pimentos de padrón, tal como diz o ditado "pimientos de padron unos pican y otros non"; umas puntillitas (lulas bebés) que estavam bem fritas e estaladiças; e uns ovos rotos com presunto. Este último prato foi o nosso preferido!! Estavam deliciosos e com presunto espanhol bem curado com uma cor e sabor de fazer inveja :)

Para beber escolhemos uma sangria branca que estava bem fresca e saborosa.

 

145 (3).JPG144 (2).JPG

copyright Andreia Teles Vieira

 

O ambiente é muito descontraído. O restaurante fica junto a uma praceta com bastante vida nocturna, o staff é muito simpático (e giros que se farta!!) e a esplanada tem uma óptima disposição espacial.

Fica a nossa avaliação...

  • Qualidade da comida: 🍴 🍴 🍴 🍴 🍴

  • Qualidade do serviço: 🍴 🍴 🍴 🍴 

  • Espaço envolvente: 🍴 🍴 🍴 🍴 

  • Média de Preço: 15€ - 20€ pessoa (incluindo jarro de sangria)

 

No final ficamos com vontade de voltar e experimentar mais tapas! De preferência no verão e a caminho de Formentera ;) (em breve um post sobre esta ilha fantástica!)

 

a Catraia minhota

 

 

Lisbon Beer Week

Corrida e cerveja? Sim, eu sei... aparentemente é uma combinação improvável!

Mas no próximo dia 18 de setembro podem comprovar e provar esta combinação na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

Captura de ecrã 2016-09-02, às 15.19.41.png

copyright http://lisbonbeerweek.com/ 

 

A prova “Lisbon Beer Mile” começa às 11h e ao longo de 1,6 km cada participante deverá beber 1 copo de cerveja artesanal de 0,25l em cada um dos checkpoints (no total de quatro). O mais rápido a terminar e a beber os 4 copos de cerveja artesanal é o vencedor.

Mas atenção as inscrições são limitadas! 

Mais informações aqui.

Fica a sugestão! 

 

a Catraia minhota

Valsa. Dançamos?

Mostraram-me esta música esta semana e apaixonei-me. É daquelas sonoridades cariocas que nos deixam melancólicos, a pensar, mas que ao mesmo tempo nos balançam e nos puxam para a roda, para dançar agarradinhos e disfrutar.

 

Leo Middea | Valsa

 

"E no teu sussurro eu acho a coragem. E canto pra ti pra encontrar também."

Porque é quando encontramos a coragem no sussurro de quem está ao nosso lado que sabemos que chegamos a casa, sabemos que encontramos o nosso par na valsa da vida, aquele par que nos faz rodopiar, e que nos segura com braços firmes nas voltas para a esquerda ou para a direita e nos faz sonhar.

É sabermos que outro nos basta para ser felizes. E isso é amor.

 

a Catraia nortenha

 

Onde comer as melhores ostras de Portugal?

Para quem gosta de ostras, ou aprendeu a gostar, sabemos que há ostras e ostras... Há aquelas que sabem a mar, a frescura, a um petisco que nos é vedado grande parte do ano e que, só ali, é que nos podemos deleitar com elas. E há as outras, que volta e meia se compram numa tentativa (a maioria das vezes falhada) de matar as saudades.

Ora, sabendo disso, garanto-vos que só há um sítio em Portugal onde eu como ostras com esse deleite e sem peso na consciência ou na carteira, e fica em Cacela Velha, no Algarve. É um pequeno bar de ostras (e outras tapas que incluem conquilhas, ameijoas, chouriço, queijinhos e camarão) na praceta em frente à igreja de Cacela Velha onde se comem ostras por 1€, em travessas de 12. Mas não deixa de ser 1€ e são locais, fresquíssimas e maravilhosas!!!

Posso dizer-vos que vou lá há 2 anos, primavera ou verão, e o preço mantém-se, assim como a qualidade. Vale mesmo a pena!

Qual é o problema? O serviço muito lento e as filas gigantes de espera para sentar. O ambiente dentro do "bar" é insuportavelmente quente, pelo que restam as mesas cá fora, que se tornam poucas, especialmente em época alta. E como não se pode pedir para levar ou para comer na praceta, resta a espera penosa e esperançosa de ainda ir a tempo de as provar...

A imagem não é das melhores, mas foi o possível depois de 1h15 de espera e do anoitecer...

 

Ostras em Cacela Velha

 copyright Ana Pinho

 

  • Qualidade das ostras: 🍴 🍴 🍴 🍴 🍴 
  • Qualidade do serviço: 🍴 🍴  (muito lento, pouco simpático, embora este ano haja melhorias)
  • Espaço envolvente: 🍴 🍴 🍴 🍴 
  • Média de Preço: 12€ - 15€ pessoa (considerando tapas com uma dose de ostras para dois e cerveja)

 

Com isto resta-me desejar-vos muita(aaaaaa) paciência e bom deleite... que eu este ano já a tive também! :)

 

a Catraia nortenha